As automações como aliadas na retenção de talentos da produção.

Talvez as palavras, sistemas e talentos, até bem pouco tempo, não eram prontamente relacionadas, mas, com a mudança dos hábitos da sociedade, onde o uso de tecnologia é cada vez mais constante no cotidiano das pessoas, nos mostra o quanto este assunto está correlato nos dias atuais. 

Talvez as palavras, sistemas e talentos, até bem pouco tempo, não eram prontamente relacionadas, mas, com a mudança dos hábitos da sociedade, onde o uso de tecnologia é cada vez mais constante no cotidiano das pessoas, nos mostra o quanto este assunto está correlato nos dias atuais.  Ao explorarmos o tema, precisamos lembrar que no centro desta discussão, estão os gestores e seus colaboradores, os quais, suportam as operações nas empresas, e que ao manterem esta relação diária, o que esperam é que haja reciprocidade, um fator fundamental para se desenvolver um ambiente de trabalho mútuo e de cooperação, objetivando neste contexto os bons resultados financeiros. 

Os sistemas de informação, e as automações no ambiente industrial, procuram oferecer aos seus clientes funcionalidades básicas como o armazenamento de dados, rotinas para validação da consistência dos dados, funções para cálculo de resultados relevantes, integração de informações entre diferentes departamentos da empresa, integridade de dados entre os processos, e finalmente as interfaces como telas, relatórios, gráficos para inserção dados e extração de informações.

Segundo especialistas em recursos humanos, existem algumas ações que devem ser tomadas pelos gestores da empresa, quando há interesse de criar e sustentar um ambiente de trabalho que motive as pessoas que atuam nele diariamente, entre as ações estão:

  • Implementar jornada de trabalho flexível;
  • Ambiente agradável;
  • Processo de seleção adequado;
  • Elogiar trabalhos bem feitos;
  • Política de benefícios;
  • Incentivar a liderança;
  • Investir em treinamento;
  • Motivação dos funcionários;
  • Montar um plano de carreira;

Estas ações envolvem as relações humanas no ambiente de trabalho, elas demonstram as boas práticas, atendendo as expectativas das pessoas, que por sua vez, dedicam grande parte do seu tempo para cumprirem seu papel na organização em que trabalham. Contudo, a reciprocidade neste tipo de situação, necessita de outras estruturas para que o gestor consiga fazer uma avalição de desempenho de seus comandados. Para isto é imprescindível o acesso rápido a dados, informações, e indicadores de desempenho de performance individuais ou de diferentes grupos de trabalho. 


Afinal de contas, como os gestores poderão analisar os resultados de seus colaboradores e reconhecer os trabalhos bem feitos sem a informação correta? 

E por outro lado, como colaboradores talentosos, conseguirão praticar a auto-gestão, exercer liderança, e se sentirem motivados, quando a estrutura disponível para prover estas informações, é arcaica, exigindo um esforço muito grande para apuração e confecção de relatórios e gráficos, que muitas vezes demonstrarão informações quase sempre imprecisas?

O ambiente de uma produção traz com ele uma pluralidade de indivíduos, são operadores, lideres, supervisores, gerentes e diretores que vivenciam a todo instante, inúmeras situações ao longo do dia, e por isto, é quase impossível reporta-las com fidelidade em um papel, e mesmo quando a transcrição não é uma barreira, o fator tempo é importantíssimo, pois estas informações inevitavelmente percorrerão um caminho burocrático na empresa, até que cheguem de maneira clara e objetiva ao conhecimento de quem tem o poder, para tomar a decisão correta, e com isto, mitigar as perdas no processo.

Tendo em mente este contexto, convido a vocês imaginarem dois cenários bem diferentes mais possíveis em uma produção:


Primeiro cenário: Empresa que não se preocupa com a automação


Poucos processos estão informatizados, pessoas repetem tarefas ora porque não existe uma forma de transferir as informações de um setor para o outro, ou ora porque é baixa a confiança no conteúdo escrito no papel pelo time da operação, obrigando a que, lideres, supervisores e em alguns casos até gerentes, refaçam cálculos, ou confirmam informações relatadas em papel, antes de que elas sejam apresentadas aos seus superiores.

Em lugares assim, geralmente a atmosfera é tensa, o stress é grande, pois, há muita desconfiança, pré-julgamento, e não é possível comprovar a efetividade das contramedidas sobre os problemas sinalizados pela operação. Isto porque assim que um "pepino" começa a ser resolvido, a atenção dos envolvidos é voltada a resolução de dois ou mais "pepinos" que acabaram de chegar diante deles, e desta forma, demandam toda atenção do grupo. Como consequência atua-se sobre o problema e não sobre a causa.  

Essa ausência de sistemas e automações, contribui direta e indiretamente, na não formatação de documentos para a pesquisa e orientação da padronização dos trabalhos, na demora em notificar o quanto antes quem precisa saber sobre o problema que está ocorrendo, para que alternativas sejam o mais rápido discutidas e executadas, por fim, acaba por modelar uma liderança que centraliza as informações porque não crê, e não consegue desenvolver adequadamente as pessoas em sua cadeia de comando. 

Com tudo isto acontecendo, é bem provável que encontremos um ambiente desorganizado, desmotivado, onde conflitos constantes com o tempo, minarão a motivação dos talentos da produção, que aos poucos negligenciarão o engajamento, até que finalmente solicitarão o seu desligamento da empresa, deixando em seu lugar um vácuo que muitas vezes demorará um bom tempo para ser preenchido novamente.

Esta postura não pode ser contestada, afinal, sob o ponto de vista deste colaborador, não se percebe as evoluções e aprimoramentos, a cada dia só aumenta a sensação de impotência e incompetência dele, até chegar a um nível em que, se torna insuportável conviver no ambiente, e com os problemas que ele apresenta diariamente. 


Segundo cenário: Empresa que investe em automação

Esta empresa já entendeu a importância de preservar um histórico de dados, para com ele, conseguir evidenciar e decidir as prioridades de aprimoramento em seus processos e procedimentos, se pudéssemos fazer uma analogia com a estratégia militar, é como se fosse possível ajustar a mira no alvo que precisa ser abatido. Alguns sistemas de informação e de automação industrial, são capazes de registrar dados inúmeras vezes, de maneira precisa e imparcial, no intervalo de milissegundos algo humanamente impossível. Com a inserção de dados automaticamente na base, líderes, supervisores, gerentes e até a alta direção conseguem acompanhar os resultados obtidos em tempo real ou a qualquer momento que tenha necessidade de consultar alguma informação relevante. 

Toda esta exposição dará a esta empresa a oportunidade de que mais pessoas participem dos dilemas que acontecem na produção, com isto novas ideias surgirão para serem compartilhadas e documentadas entre o grupo, criando assim uma atmosfera mais leve, objetiva e harmoniosa.  Combater as surpresas desagradáveis, obedecendo a políticas e regras de acesso à informação, no esforço de eliminar as perdas no processo. Semelhante ao sistema de navegação de barcos e aviões, que notificam o comandante ao primeiro sinal de instabilidade ou anomalias, para que ações e novas diretrizes sejam tomadas o quanto antes. 

A cultura encontrada neste tipo de empresa, procura estimular a busca para saber quais foram as causas que afetaram negativamente os resultados, e não quem foram os culpados deste resultado insatisfatório. 

Neste ponto fica evidente o cruzamento entre os temas deste artigo, as ações de retenção de talentos com o suporte de informação providas de sistemas de informação e automações, é uma sinergia que estimula o grupo a trabalhar, focado no resultado de metas tangíveis, definidas muitas vezes pelo próprio grupo, após discussões e ideias compartilhadas entre esta equipe durante a fase de testes. Desta forma ao longo do tempo esta organização conquistará o tão almejado, legado benéfico, como parte de uma filosofia voltada a melhoria contínua.    


O GTR Olho Vivo MES

Trabalhamos a mais de 15 anos, desenvolvendo e implementando sistema de gestão da produção em diferentes tipos de fábrica, e ao longo deste anos, pudemos constatar que é um ciclo virtuoso, onde a melhora dos indicadores devido ao uso das informações provindas do nosso sistema, inevitavelmente colaboraram com a concepção de um ambiente mais produtivo, em que  pessoas adquirem uma postura muito mais resiliente em relação as suas atribuições diárias na empresa. Com disposição para solucionar ou sugerir soluções de problemas que muitas vezes vão além do seu setor de atuação. 

Estas pessoas enxergam o seu propósito no lugar onde trabalham, e não apenas a sua função, como parte de um todo que resulta no produto que a empresa oferece ao mercado.

Recentemente ouvi em um podcast, e o relato de quando o presidente do EUA teve a certeza de que eles venceriam a corrida espacial contra os russos. Segundo o narrador do podcast O Sr. Kennedy ao visitar a NASA conheceu um faxineiro, a quem perguntou: "O que o senhor faz aqui?” 

E o faxineiro respondeu: "Senhor presidente, estou ajudando a colocar um homem na Lua."

Deste ponto em diante o Sr. Kennedy tinha certeza de que os estadunidenses venceriam a corrida espacial, fato que aconteceu no mesmo ano. 


Retenção de talentos e Sistemas de Informação, duas vertentes de matérias diferentes, mas que nos dias atuais estão cada vez mais encapsulados principalmente quando o assunto se refere a gerenciamento de pessoas e resultados. No futuro gradativamente os sistemas imitarão as tarefas mecânicas dos colaboradores, oferecendo um aumento ilimitado nas capacidades de armazenamento, repetição e precisão, mas mesmo assim, o emprego para os talentos em diferentes áreas da empresa sempre estará presente, pois, nenhum sistema conseguiu imitar uma das principais habilidades do ser humano em seu ambiente de trabalho que é a criatividade. 

Por enquanto, rs.....

Agradeço pelo seu tempo, até breve! 😊 


Solicite uma demonstração
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
Central de Atendimento: 11 3467-0230
Rua Camé, 364 - SP - 03121-020
© GTR 2017. Todos os Diretos Reservados.