O que é Kanban?

Kanban é uma palavra de origem japonesa e em sua tradução literal temos “um sinal” ou “sinalização”.

Trata-se de uma ferramenta de gestão visual, do LEAN, onde as cores são utilizadas para registrar ações. Essa metodologia baseia-se nos seguintes princípios:  produção nivelada, redução de tempo de preparação de máquina, padronização de execução de trabalhos, aperfeiçoamento das atividades.

O principal objetivo desta ferramenta é garantir uma “sintonia” entre gestão do estoque e produção e assim aumentar a eficiência da produção da empresa. Para a implantação do KANBAN são utilizados quadros em determinados locais da produção e conforme a quantidade de cartões coloridos dispostos no quadro são tomadas as decisões dando prioridade às atividades que são mais importantes. 

No Brasil essa técnica já vem sendo utilizada há muitos anos, não apenas nos ambientes de produção, como também em diversos tipos de empresas, onde se almeja alcançar excelência na execução dos processos.

Tipo de KANBAN

Existem dois tipos de KANBAN, o de movimentação e o de produção.

O KANBAN de produção, é o que autoriza a produção de uma quantidade de um item, e serve para medir quanto a equipe consegue produzir em um determinado tempo e também com uma quantidade “X” de matéria-prima e componentes. 

Ele geralmente fica no início da linha de produção, os quadros ou telas podem ser vistos por todos os membros da equipe que são responsáveis por aquelas tarefas e em cada seção são fixados os cartões que contem, uma explicação da tarefa, data de início e de conclusão e o nome do responsável por ela. O Kanban de produção é dividido em três fases:

to do: a serem feitas;

doing: em execução;

done: concluídas.

Já o KANBAN de movimentação é utilizado em outra etapa do processo, ele representa a movimentação física das peças produzidas entre os setores da empresa, e até mesmo entre a empresa e seus fornecedores e clientes.

Como surgiu?

A palavra KANBAN, tem origem japonesa, e foi desenvolvida por um dos gestores da Toyota, Sr. Taiichi Ohno, a empresa passava por uma fase crítica entre as décadas de 40 e 60, período pós-guerra onde faltavam recursos e havia uma grande necessidade de modernização na metodologia de gestão.

Ohno e os gestores da Toyota, tiveram como “inspiração” os supermercados americanos, onde as prateleiras tinham um espaço limitado para cada item, portanto, só eram reabastecidas com novas mercadorias quando havia uma real necessidade, ou seja, quando as que estavam lá eram vendidas. 

Assim foram desenvolvidas duas metodologias JIT (Just In time), que significa “no momento certo” que trata-se de uma maneira de eliminar os estoques e acelerar a produção. O objetivo desse sistema é armazenar a quantidade mínima de matéria-prima no estoque, apenas a quantidade que o processo produtivo necessita naquele momento e também limita o número de fornecedores para que a gestão funcione de forma mais eficiente.

A outra metodologia foi o KANBAN, que sugere a utilização de “post-its” ou cartões coloridos em quadros para acompanhar o andamento dos processos e atividades nas empresas, de maneira visual e utilizando poucos recursos.

Benefícios

O KANBAN pode ser um dos métodos mais eficazes e compactos de serem implementados para o acompanhamento da evolução de projetos no tempo planejado, por isso, é muito utilizado no gerenciamento de empresas já que permite uma visualização clara do desempenho das atividades, mas, para que haja uma evolução positiva com a sua utilização é necessária que ele seja “alimentado” e acompanhado diariamente, para que não tenha tempo ocioso e nem sobrecarga de colaboradores. 

O uso contínuo dessa ferramenta pode trazer inúmeros benefícios, veja abaixo alguns exemplos:

  • A gestão visual da metodologia KANBAN proporciona transparência aos processos pois, coloca em evidência o que foi realizado no prazo estimado;
  • É um ferramenta simples, mas que demonstra com clareza os problemas que podem ocorrer em um projeto ou no fluxo de trabalho;
  • Com a sua implantação há uma nítida redução de desperdícios;
  • No momento em que a equipe percebe que as metas são alcançadas e que os resultados obtidos são positivos, todos ficam mais disciplinados e empenhados em executar suas atividades e respeitar os procedimentos; 

Obviamente que no início, será necessário ensinar as pessoas sobre o funcionamento da metodologia, este envolvimento diário também auxiliará a equipe em descobrir novas maneiras de realizar suas atividades, e assim, novos objetivos serão traçados obtendo com isto um ganho em toda a cadeia de atividades ligadas ao KANBAN.  

O e- KANBAN ou KANBAN eletrônico: 

Como dissemos até aqui o KANBAN necessita de que a troca dos cartões seja feita constantemente por um responsável por esta atividade, e este é um ponto crítico da ferramenta pois se o painel ficar desatualizado toda expectativa dos gestores será frustrada.

O e-KANBAN ou KANBAN Eletrônico é uma solução desenvolvida pela GTR Consultoria que coloca mais uma vez a tecnologia a favor do gestor, oferecendo uma interface que sinalizará automaticamente sempre que houver necessidade de que seja feito um abastecimento na linha de produção. Desta forma a rotina manual de troca de cartão passa a ser automatizada pelo sistema, mais uma vez eliminando os desperdícios, seja com tempo gasto com esta atividade ou com os papeis que servem para sinalizar o painel e que muitas vezes são extraviados. A rapidez e fluidez com que estas informações passam a transitar entre os departamentos permitirá que a empresa trabalhe com estoques cada vez mais baixos, diminuindo o custo do imobilizado com grandes volumes estocados.


 

A GTR Consultoria tem uma solução que irá ajudá-lo a ter total controle sobre a produção da sua empresa, quer saber mais? Entre em contato com a gente!! 


Solicite uma demonstração
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
Central de Atendimento: 11 3467-0230
Av Marquês de São Vicente, 2219 Cj. 201 N
Perdizes - CEP 05036-040
© GTR 2017. Todos os Diretos Reservados.