RFID o que é?

Essa tecnologia começou a ser utilizada durante a Segunda Guerra Mundial, aproximadamente nos anos de 1.930, tinha uma aplicação militar onde o objetivo era identificar os alvos certos no ar, mar e solo.

Na época, era um sistema de radares que permitam identificar a aproximação de aviões mesmo eles ainda estando distantes, isso ajudava na preparação de defesa para os ataques inimigos. Porém, não era possível, com esses radares, identificar os aviões aliados dos inimigos.

Somente no ano de 1.937, a Inglaterra tendo o físico Robert Alexander Watson-Watt (inventor dos radares) ao seu lado, desenvolveu o primeiro sistema que permitia identificar os aliados e os inimigos, IFF – Identify Friend or Foe. Todo avião britânico recebeu um transmissor, e quando recebiam sinais das estações de radar, transmitiam um sinal de resposta. 

Assim, tornou-se eficaz a preparação contra os ataques, já que agora seria possível saber “quem se aproximava”, assim foi implantado o primeiro sistema de identificação por radiofrequência. 

O que é?

RFID (radio frequency identification – identificação por radiofrequência) nada mais é do que uma tecnologia de comunicação sem fio que utiliza ondas eletromagnéticas de radiofrequência para fazer a transmissão de dados entre um leitor e um tag (portadores de dados). 

Funciona assim, são etiquetas que, como microchips, armazenam informações sobre um produto ou qualquer outro tipo de objeto, cada item tem o seu próprio código que é único e intransferível. Estes dados são captados por uma antena que funciona como se fosse um leitor, existem dois tipos de antenas:

As fixas: que são utilizadas para cargas que estão em movimento

As móveis: que são utilizadas para cargas estáticas.

Após isso, as informações são enviadas para um controlador (Computador), onde os dados são processados e analisados.

Os sistemas de RFID são compostos por um conjunto de dispositivos, que são os seguintes:

  • Tag: é formado por um microchip e uma antena, e é utilizado para armazenar os dados sobre determinado produto. Fica no objeto que deve ser identificado. 
  • Leitor:  é o dispositivo utilizado para se comunicar com um tag, ele é capaz de transformar as ondas de rádio em informações digitas que são armazenadas em um controlador ou computador.
  • Controlador: Armazena, filtra, processa e gerencia os dados coletados, inclui um servidor e um banco de dados.

Benefícios

A principal vantagem de se utilizar um sistema RFID é não haver a necessidade de contato durante a leitura da tag. Porém existem outras inúmeras vantagens que podem ser citadas, como por exemplo: 

  • O seu tempo de resposta é extremamente baixo, o que torna essa tecnologia bastante viável para processos produtivos, onde há uma necessidade de leitura da tag em movimento;  
  • As etiquetas RFID possuem um código único, o que faz com que cada uma seja exclusiva;
  • É possível fazer a leitura da tag sem necessidade de proximidade do leitor para a captação dos dados. Isso faz com que seja possível ler várias etiquetas ao mesmo tempo, inclusiva a distância sem precisar abrir caixas, gavetas, armários.
  • Possibilidade de reutilizar as etiquetas, maior vida útil dos equipamentos;
  • Previne contra roubo e falsificação das mercadorias; 
  • Economia de tempo e dinheiro, antes as etiquetas eram conferidas manualmente pelos funcionários e levaria algumas horas para ser feita;
  • Precisão máxima no controle dos processos logísticos;
  • Segurança contra erros, extravios, etc.

A GTR Consultoria também possui projetos com esta tecnologia e certamente poderá lhe auxiliar na implementação desta solução.

Solicite uma demonstração
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
Central de Atendimento: 11 3467-0230
Rua Camé, 364 - SP - 03121-020
© GTR 2017. Todos os Diretos Reservados.